Se tem uma coisa que não dá para negar é que a internet tem sido muito utilizada por pessoas de diversas idades. Seja para trabalhar, estudar ou apenas para se divertir, todo mundo passa grande parte do dia com o celular na mão ou no computador, sendo motivo de preocupação para a grande maioria dos pais. Afinal, como fazer para garantir a internet mais segura para crianças?

 Pensando nisso, criamos esse post com dicas que irão te ajudar a fazer com que a internet seja mais segura para seus filhos através do uso consciente. Confira abaixo.

Quais são os perigos para as crianças na internet?

Embora a internet seja considerada um ambiente bastante livre e criativo, ela pode acabar escondendo diversos perigos para crianças, fazendo com que seja necessário que os pais tomem bastante cuidado enquanto seus filhos navegam na web. Veja quais são alguns deles:

  • Exposição a conteúdos inapropriados: muitas vezes pensamos que a criança, ao jogar ou assistir um vídeo na web, não está exposta a um conteúdo inapropriado. E é aí que a gente se engana: se o jogo ou vídeo não estiver condizente com a idade, ela pode acabar ficando impressionado com o conteúdo, gerando medos e traumas;
  • Aparecimento de vírus no computador: as crianças, ao navegarem na internet, podem acabar clicando em links suspeitos ou programas maliciosos, o que resultaria em vírus no computador e pode inclusive comprometer dados importantes que estão instalados;
  • Relacionamento com pessoas mal intencionadas: e se porventura a criança tiver acesso às redes sociais e contato com pessoas mal intencionadas, elas podem acabar sendo coagidas a mandar fotos, encontrar ou qualquer outra ação que as colocam em risco, inclusive sexual.

O que fazer para deixar a internet mais segura para crianças?

Diante desses problemas, muitos pais optam por não deixar os filhos navegarem na internet. Porém, o que eles podem não saber é que, mesmo com tantos perigos, é possível fazer da internet um ambiente seguro para os pequenos para que eles possam aproveitar sem grandes complicações. Quer saber como? Confira as nossas dicas a seguir:

  1. Faça com que as crianças acessem o computador ou celular em lugar com bastante visibilidade
    Se você tem um filho pequeno, é muito importante que você determine que ele navegue na internet em um local que você ou outro adulto esteja frequentemente para que a criança possa ser monitorada. Portanto, instale o computador em um local de fácil acesso na casa ou peça a ele que use o celular durante a sua presença.

    Dessa forma, à medida que a criança for crescendo, você poderá dar a ela mais privacidade, uma vez que ela já saberá como agir em determinadas situações e sempre que precisar entrará em contato com você para pedir orientações.
  2. Converse com seu filho(a) sobre privacidade
    Sempre que possível, converse com seu filho a respeito da privacidade e os perigos que a internet pode apresentar. Assim, ele ficará ciente do que é certo e do que é errado e poderá distinguir o que deve e o que não deve ser feito.

    Afinal, nem sempre os pais poderão estar presentes e preparar os filhos para que eles possam saber como agir em determinadas situações fará com que eles fiquem mais seguros e protegidos no mundo digital.
  3. Tenha acesso a todas as senhas
    Alguns sites e aplicativos contam com senha de acesso para evitar a invasão por hackers. No entanto, é essencial que você tenha acesso a todas as contas do seu filho para analisar o que ele anda fazendo e com quem ele anda conversando na internet.

    Há inclusive redes sociais que proíbem que crianças antes dos 13 anos criem contas para que conteúdos inapropriados sejam expostos a elas. Então, evite que seu filho tenha acesso a esses sites e aplicativos até que eles completem a idade sugerida.
  4. Verifique o histórico do aparelho frequentemente
    Celulares e computadores oferecem um histórico para que você possa verificar todos os sites que foram acessados pelo usuário. Portanto, crie o hábito de checar o que seu filho tem feito na internet diariamente.

    Se porventura você localizar algum acesso inapropriado, o ideal é que você converse com a criança para explicá-la sobre os motivos pelos quais aquele conteúdo é errado e porque ele não deve acessá-lo novamente.
  5. Imponha limites relacionados ao uso da internet
    O uso excessivo da internet pode prejudicar a saúde da criança, como: ressecamento dos olhos e insônia. Por isso, é importante que você imponha limites e condições para o uso do celular ou computador.

    Por exemplo: determine que a criança só vai poder navegar na internet depois de realizar as atividades escolares ou durante um período. Dessa forma, ela não irá viciar e conseguirá realizar seus deveres sem comprometimento.
  6. Ensine a criança a não clicar em links suspeitos
    Os links suspeitos costumam ser bastante chamativos e isso sem dúvidas é bastante atrativo para as crianças que, ao clicá-los, pode acabar comprometendo o dispositivo.

    O certo a se fazer nesse caso é conversar com a criança explicando os perigos de clicar em links e aplicativos que ela desconheça e proibir que ela faça qualquer download sem a sua autorização.
  7. Instale filtros de conteúdos
    Os filtros de conteúdos são aplicativos ou extensões do navegador que impedem que as crianças vejam certos tipos de conteúdos inapropriados para a sua idade, como por exemplo: fotos e vídeos.

    Você poderá configurá-lo de acordo com a idade do seu filho para garantir que somente conteúdos condizentes à sua idade serão mostrados, garantindo assim uma navegação mais segura.

    Alguns apps possuem versões específicas para crianças, disponibilizando de conteúdos e programações especiais, como é o caso do Youtube e Netflix, o que também é uma boa saída para pais que desejam obter uma internet mais segura para crianças.
  8. Instale antivírus no computador
    Ainda que você converse com seu filho e peça a ele que não clique em links suspeitos, o mais seguro é que você instale antivírus no computador para garantir que o dispositivo não seja afetado e os arquivos corrompidos.
  9. Interaja com seu filho(a)
    Por fim, não pense que a internet é uma forma para que você não tenha que dar atenção à criança ou distraí-la. Utilize dessa tecnologia para se divertir com seu filho através de games educativos, vídeos divertidos e conteúdos que sejam adequados à sua idade. Temos certeza que será um momento muito especial para a família.

E aí, conseguiu compreender quais são as atitudes que você deve tomar para garantir a internet mais segura para crianças? Esperamos que sim. Caso tenha ficado com alguma dúvida referente a este assunto, basta comentar aqui que nós te esclarecemos.

No mais, se quiser garantir uma internet de qualidade para sua residência para que você e seu pequeno(a) possam navegar com tranquilidade, não deixe de contatar a Ultra Telecom e conhecer os nossos serviços. Estamos à disposição.

Te esperamos por aqui em nossos próximos posts para mais dicas de tecnologia.

Até a próxima!

Equipe Ultra Telecom

Categorias: Uncategorized

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×